domingo, 16 de outubro de 2011

resistindo ao cotidiano

Vou mostra o que eu preciso
pra continua resistindo a tudo disso
No momento e isso que eu digo
to cansado mais nunca desisto
Só entre todos, o mais despreocupado
com o que acontece de fato nesse caralho,
Dessa vida sem sentido
vou sai sorrindo e rindo
de você, tentando se reergue
E se perguntando o por que,?
De eu vence e você perde
Em meio ao jogo sujo eu abro caminho
com arsenal de palavras que saem como tiros
Hoje eu só diferente do que eu já fui um dia
hoje eu sei que tudo que achava que sabia
não entendia uma virgula só como uma partícula
uma célula viva de um sistema morto que ta vivo
que já dura o infinito
com células babacas que são acomodadas
pra muda essa palhaçada
eu vou vira um tumor com um humor maligno ne doutor
pra tenta muda o caminho desse sistema meu senhor
em rumo ao fim desse mundo sem amor
agora o que você me diz ,
não mais me engana já descobri teu as ma manga
não adianta chama os cana
pro meu publico alvo eu vou continua sendo
bacana pode engoli tua grana
não sito nomes pra não aumenta sua fama
hipocrisia o cidadão ama
só sonhando com carros dinheiro e fama
enquanto eu fico me perguntando
e a resposta enfiando debaixo do pano
será que eu deveria tentar me encaixar
e vive como o resto da população
grudados na televisão
assistindo a novela comercias e decorando a programação
esperando os comercias pra compra produtos bons
esquecendo que tão enriquecendo os verdadeiros vilões
com seus pensamento pequenos da um menos
to tentando me recupera não adianta mais me enrola
e ao mesmo tempo to desenvolvendo um novo jeito de participa sem entra no jogo sujo da sociedade
onde tudo se baseia em aparência e vaidade
li isso numa reportagem me sinto desconfortado
a vida se tornou um fardo e eu to ficando cansado
a grande humanidade dos macaco não agüento mais fica calado