quinta-feira, 26 de maio de 2011

Piratas - Bandeiras - Codigos de conduta

Jolly-roger.svg

Cada capitão pirata tinha a sua bandeira pirata, ou uma versão melhorada de outra já criada. Das bandeiras mais conhecidas do mundo, estão as Jolly Roger, que são as bandeiras piratas. Existem várias teorias acerca da sua criação. Uma delas, é que ela já foi chamada por Joli Rouge (Vermelho Bonito, em francês), e depois foi alterado para Jolly Roger, possível pois as bandeiras de fundo preto eram as mais comuns, mas também eram usadas bandeiras de fundo vermelho. Outra teoria, é que, esta já foi tratada por Old Roger, que era usada na altura para referir o diabo. E ainda outra: a de que a Jolly Roger pudesse estar relacionada com os Cavaleiros Templários (famosa ordem militar), pois estes usavam uma bandeira de fundo vermelho com tíbias cruzadas quando adoptaram a forma de vida pirata, depois de a sua ordem ter sido dissolvida em 1312, por suspeita de heresia, pelo Papa Clemente V.


Bartholomew Roberts (Bart, o Negro)

Bartholomew Roberts.png

Bartholomew Roberts, referido também como "O Grande Pirata Roberts" ou "Bart, o Negro", viajou pela costas Norte e Sul Americanas. A sua reputação cresceu tanto porque ele guardava navios ancorados na Índia Ocidental onde, relutatemente se envolviam com ele, e ainda saiam do seu trajecto marítimo para evitar batalhas. Roberts ficou conhecido como um homem alto, negro, atrativo e corajoso. Ele vestia casacos de mercadores ricos, um chapéu com uma pena vermelha, e um diamante cruzado segurado por uma corrente de ouro à volta do seu pescoço. No "tempo de acção", ele levava dois pares de pistolas no fim de uma bandoleira. Roberts morreu numa batalha naval na costa africana.

Bartholomew Roberts Flag1.svg


A sua bandeira representa uma imagem de si próprio segurando uma espada a arder numa mão, e uma pequena espada na outra. Os seus pés estão em cima de duas caveiras humanas. Numa delas, encontram-se as iniciais AMH de "A Marinican’s Head" (A Cabeça de um Martinicano), e na outra ABH de "A Barbadian Head" (A Cabeça de um Barbádio).


Edward England

England, Edward.JPG

Edward England (o seu nome verdadeiro era Edward Seeger) era um oficial, até se tornar Capitão de uma corveta jamaicana, depois de esta ter sido capturada por piratas, onde ainda trocou o seu apelido. Começou por pilhar e saquear no mar das Caraíbas e no Oceano Índico. Trocou depois, a corveta por um navio maior, e deu-lhe o nome de Pearl (Pérola), em 1719. Foi então navegar para as águas de Madagáscar, depois de ter capturado duas dúzias de navios, mas foi esse o seu fim. Eles encontraram três navios, que fugiram, excepto o navio comandado por James Macrae. Os piratas venceram, e ficaram com a vida de Macrae nas mãos, mas não o mataram, pois Edward England não o permitiu. Isso enfureceu a tripulação, que se revoltou, abandonando-o nas Ilhas Maurícias.

Flag of Edward England.svg


Esta é uma das mais famosas bandeiras piratas: uma caveira humana e as tíbias cruzadas, em fundo negro.



Edward Teach (Barba Negra)

Bbeard Sword.jpg


Edward Teach, mais conhecido por Barba Negra (Blackbeard em inglês), tinha fama pela sua crueldade, pois metia tanto medo, que todos desistiam assim que o vissem ou que avistassem a sua bandeira. E mais! Até a sua tripulação o temia!!! Ele nasceu em Bristol, em 1688, e vivia na Inglaterra antes de ser pirata. Tinha uma aparência aterrorizadora, pois, por exemplo, levava sempre um archote aceso (usado para disparar canhões) debaixo do chapéu para a batalha. Transportava normalmente, dois cintos de armas, cada com três coldres de pistola. A sua crueldade morreu com ele em 1718, às mãos do Tenente Robert Maynard.

Pirate Flag of Blackbeard (Edward Teach).svg


A sua bandeira simboliza o diabo com um arpão na mão esquerda apontando para o coração, enquanto segura uma ampulhenta com a mão direita. Esses fatores indicavam ao capitão que seria abordado,que o tempo acabou e que se não quisessem morrer que se entreguem.



John Rackham (Calico Jack)

Rackham,Jack.JPG

Tem como alcunha Calico Jack, pois usava roupas feitas em calicó (calico em inglês). Ele é apenas reconhecido por estar associado com as duas melhores piratas femininas de sempre: Anne Bonny e Mary Read.

Pirate Flag of Rack Rackham.svg



Artigos Pirata - Codigos de Conduta


Os artigos piratas eram o seu regulamento. Os capitães piratas tinham de seguir este regulamento à risca, pois a sua tripulação poderia revoltar-se contra o seu capitão, por exemplo, deixando-o numa ilha deserta, só com uma bala e pouco mais (tal como aconteceu no filme Piratas do Caríbe 1, em que Jack Sparrow foi deixado numa pequena ilha deserta).

Observações: Estes artigos foram escritos por Bartholomew Roberts. Os capitães piratas respeitavam este Código. Mas, você também poderá encontrar estes artigos noutras fontes, numa ordem diferente.

I

Todos os homens têm voto nos assuntos do momento e têm igual direito a provisões frescas ou a licores fortes, a qualquer momento desejado e podem usá-los a seu bel-prazer, a não ser que escassez torne necessário, para o bem de todos, votar o racionamento.


II

Todos os homens só têm de ser chamados no seu turno, seguindo a lista, pois eles podem, nos seus turnos, descansar e fazer algo livremente, mas se eles defraudarem a Companhia no valor de um dólar no prato, jóias ou dinheiro, têm o castigo de serem abandonados numa ilha deserta. Se o roubo ocorrer apenas para com qualquer outro marinheiro da tripulação, eles contentam-se cortando as orelhas e o nariz ao culpado, e deixando-o numa costa inabitada, não num sítio qualquer, mas num sítio onde navios o possam encontrar.


III

Nenhuma pessoa pode jogar às cartas ou aos dados por dinheiro.


IV

As luzes e as velas têm de ser apagadas às oito horas da noite. Se alguém da tripulação, depois dessa hora querer continuar a beber, terá de o fazer no convés.


V

Têm de manter as suas peças, pistolas, e restantes armas limpas e prontas para batalhar.


VI

Nenhum rapaz ou mulher é permitido(a) estar entre homens. Se algum homem for encontrado a seduzir ou a fazer sexo, e levá-la até ao mar, disfarçando, ele sofrerá ate morte.


VII

Quem abandonar o seu navio ou o posto de combate, deverá ser castigado com a morte ou ser abandonado numa ilha deserta.


VIII

A lei de parley so usa-se por capitaes em situacao de risco , as disputas de todos os homens devem ser terminadas em terra com os alfange.


IX

Nenhum homem pode falar em desistir da vida de pirata, sem antes ter partilhado 1.000 libras (£1.000 ou 1.000 libras, é o equivalente a cerca de 1.473€). Se para isso, algum homem tiver de perder um membro, ou tornar-se incapacitado para o seu serviço, ele teria de ter 800 dólares (cerca de 628,61€), fora do armazenamento público, e por ferimentos, proporcionalmente.


X

O capitão e o contramestre têm de receber dois quinhões do saque. O imediato, o mestre, o oficial e o homem de armas, um quinhão e meio, e outros oficiais, um quinhão e um quarto.


XI

Os músicos podem descansar no dia religioso de Sabbath (Sábado entre os judeus, Domingo entre os cristãos), apenas à noite, mas nos outros seis dias e noites, não poderão descansar sem um favor especial.