sábado, 18 de dezembro de 2010

mundo doente pessoas contentes

Vivemos num mundo, mais que doente

Onde as pessoas sempre fingem estar contentes

Sinta a diferença em cada olhar

Perceba sua agonia e tente escutar


Fingimos que ouvimos, concordamos com isso

Somos mentirosos e sabemos disso

Sempre sem se importar com o errado

Quando nos julgam fingimos estar mudados


Escolhemos o errado porque esta mais perto

E disso estamos completamente certo

A uma pergunta que bate na minha mente

Porque esquecemos sempre o nosso presente


Olhando o futuro esquecendo o presente

Somos todos tão pessoas inconseqüentes

Com os mesmos pensamentos diferentes

Continuamos vivendo uma vida abrangente


Olha pra trais e diga o que vê

Se esta contente bate palma ae

Vivemos num mundo sem significado?

Ou nos que vivemos todos errados


Sente o que eu sinto

Aposto que agora esta sentindo

Mais sei que apenas esta mentindo

Nunca se importou de verdade com isso


Olho minha mente e sinto fluir

Pensamentos que me levam onde quero ir

Então começo a cair

Percebo que não sou livre ir e vir


Peso respostas e ganho uma pergunta

A vida e mesmo muito injusta ?

Talvez todos tenham só o que merecem

Mas relaxem não se estressem


As pessoas a vida o futuro o mundo

Não se preocupe com tudo

Curta o dia reflita a noite veja o céu

Observe as estrelas e pegue um papel


Desenhe uma constelação

Escreva um verso de reflexão

Não pense no mundo doente

Pense nas pessoas doentes que estão sempre contentes.